Novembro Azul: Todos contra o Câncer de Próstata

por Interlegis — publicado 13/11/2017 14h35, última modificação 30/11/2017 11h06

Durante o mês de novembro, diversos monumentos e locais públicos de grande visibilidade em todo o País ganham iluminação especial em referência ao Novembro Azul, campanha nacional de combate ao câncer de próstata. A ação visa chamar atenção para a realização dos exames preventivos e a importância do diagnóstico precoce da doença.

 

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de próstata é o mais incidente entre os homens de todas as regiões do País, sendo a maior taxa na região Sul, onde há 91 casos novos a cada 100 mil homens. No Nordeste, a incidência é de 47 casos novos para cada 100 mil homens.

O movimento conhecido como Novembro Azul teve início na Austrália, em 2003, por conta do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata (17 de novembro). A partir daí, muitas entidades abraçaram essa causa para chamar a atenção do homem para a importância da prevenção e da detecção precoce desse tipo de câncer. Como no Outubro Rosa (dedicado à conscientização do câncer de mama). Em muitos países, há reuniões entre os homens para falar sobre saúde masculina, incluindo não só o câncer de próstata, mas o câncer de testículo, depressão masculina e outras doenças.

No Brasil, o Novembro Azul foi criado pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, com o objetivo de quebrar o preconceito masculino de ir ao médico e, quando necessário, fazer o exame de toque, e obteve ampla divulgação. Em 2014, o Instituto realizou 2.200 ações em todo o Brasil, com a iluminação de pontos turísticos (como Cristo Redentor, Congresso Nacional, Teatro Amazonas, Monumento às Bandeiras), adesão de celebridades (Zico, Emerson, Rubens Barrichello), ativações em estádios de futebol, corridas de rua e autódromos, além de palestras informativas, intervenções em eventos populares e pedágios nas estradas.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.